}

29 de dez de 2017

Melhores livros que li esse ano


Oi pessoal tudo bem com vocês? 2018 já está chegando e como este já é o penúltimo post do ano, resolvi trazer para vocês uma listinha dos melhores livros que li esse ano. Não foi uma lista difícil de se fazer pra mim, porque esse ano tive muitas leituras que ou foram boas demais, ou foram péssimas. Mas também teve aqueles que me deixaram suspirando durante dias, e esses foram os que eu escolhi trazer para vocês!

26 de dez de 2017

[Resenha] Dezesseis - Rachel Vincent



Titulo: Dezesseis

Autor(a): Rachel Vincent
Ano: 2017
Páginas: 240
Editora: Universo dos livros
Gênero: Distopia
Adicione: Skoob

Sinopse: Em um mundo em que todos são iguais, uma garota se destaca por sair do padrão. Uma história promissora e de ritmo acelerado, escrita por Rachel Vincent, autora best-seller do The New York Times.

“Nós temos cabelos castanhos. Olhos castanhos. Pele clara. Somos saudáveis, fortes e inteligentes. Mas só uma de nós já teve um segredo.”Dahlia 16 vê seu rosto em toda multidão. Ela não tem nada de especial – é apenas uma entre as outras cinco mil garotas que foram criadas visando o bem da cidade. Ao conhecer Trigger 17, porém, tudo muda. Ele a considera interessante. Linda. Única. Isso significa que ele deve ser defeituoso. Quando Dahlia não consegue parar de pensar nele – nem resistir a procurá-lo, ainda que isso signifique quebrar as regras – ela percebe que deve ser defeituosa também. Mas, se ela for defeituosa, todas as idênticas também são. E qualquer genoma com defeito descoberto deve ser recolhido. Destruído. Ser pega com Trigger não apenas selaria o destino de Dahlia, mas o das cinco mil garotas com o mesmo rosto. No entanto… e se Trigger estiver certo? E se Dahlia for mesmo diferente? Subitamente, a garota que sempre seguiu todas as regras começa a quebrá-las, uma a uma… 


19 de dez de 2017

[Resenha] Suzy e as águas vivas - Ali Benjamin


Titulo: Suzy e as águas-vivas 
Autor(a): Ali Benjamin
Ano: 2016
Editora: Verus
Ano: 2016
Páginas: 223
Gênero: Romance
Sinopse: Às vezes, quando nos sentimos mais solitários, o mundo decide se abrir de formas mágicas.
Suzy Swanson está quase certa do real motivo da morte de Franny Jackson. Todos dizem que não há como ter certeza, que algumas coisas simplesmente acontecem. Mas Suzy sabe que deve haver uma explicação — uma explicação científica — para que Franny tenha se afogado. 
Assombrada pela perda de sua ex-melhor amiga — e pelo momento final e terrível entre elas —, Suzy se refugia no mundo silencioso de sua imaginação. Convencida de que a morte de Franny foi causada pela ferroada de uma água-viva, ela cria um plano para provar a verdade, mesmo que isso signifique viajar ao outro lado do mundo... sozinha. Enquanto se prepara, Suzy descobre coisas surpreendentes sobre o universo — e encontra amor e esperança bem mais perto do que ela imaginava. 
Este romance dolorosamente sensível explora o momento crucial na vida de cada um de nós, quando percebemos pela primeira vez que nem todas as histórias têm final feliz... mas que novas aventuras estão esperando para florescer, às vezes bem à nossa frente.





Olá pessoal tudo bem com vocês? Espero que sim! Hoje eu vim falar com vocês sobre Suzy e as águas vivas de Ali Benjamin.

Suzy é uma menina de onze anos que acaba de descobrir que sua melhor amiga morreu afogada. Suzy é uma menina muito esperta e desconfia desde o inicio sobre a morte da amiga, porque ela sabia nadar muito bem e então Suzy, após visitar um aquário, começa a desconfiar que sua amiga pode ter sido morta por conta de uma água viva.

Suzy começa a pesquisar tudo sobre águas vivas, e também procura sozinha por algum especialista que possa ajuda-lá a provar que sua amiga na verdade morreu por conta de uma água viva muito perigosa e que pode matar rapidamente.

Após a morte de sua amiga, Suzy para de falar completamente com todos ao seu redor. Se limitando apenas ao necessário.


“É interessante como não-palavras podem ser melhores do que palavras. O silêncio pode dizer mais do que o barulho, da mesma maneira que a ausência de uma pessoa pode ocupar ainda mais espaço do que sua presença ocupava.” 
Suzy é uma protagonista muito inteligente e me identifiquei com ela em muitos momentos, porque assim como ela, sou uma pessoa muito curiosa e adoro aprender coisas novas e revirar a internet atras de curiosidades que ninguém mais se interessa em saber rs. 

“Talvez, em vez de nos sentirmos como um grão de poeira, possamos lembrar que todas as criaturas nesta Terra são feitas de pó de estrelas. E nós somos as únicas criaturas que sabem disso.”
Apesar do livro ser cheio de curiosidades gostosas de ler, achei que a autora exagerou em alguns pontos se estendendo demais em assuntos que não fizeram diferença alguma para a estória.
Outro ponto que fez com que eu não gostasse tanto da estória é o final, pois achei um pouco frustante. Ainda não sei se esperava mais da Suzy, mas por outro lado entendo que a autora não poderia colocar um feito "fantástico e grande" por se tratar de uma protagonista muito jovem. 

Mas a leitura vale a pena, esse livro é um daqueles que nos faz pensar e consequentemente mudar algo em nós. 

Espero que vocês tenham gostado e me contem se pretendem ler ou se já leram Suzy e as águas vivas!


Até mais!


Adquira o livro 

15 de dez de 2017

Filme vs. Livro "Extraordinário"


Olá pessoal tudo bem com vocês? Espero que sim. Gente eu sei que estou mega atrasada com esse post, o filme lançou na semana passada, eu assisti no sabado mas confesso pra vocês que a preguiça aqui anda muito, muito grande rs.

8 de dez de 2017

[Resenha] Pantera cor de preto - Alec Raj


Titulo: Pantera cor de preto
Autor: Alec Raj 
Ano: 2017
Páginas: 264 páginas

*Ebook cedido pelo autor para resenha*
Sinopse: É um profissional do sexo do Rio de Janeiro que se recusa a dizer quem ela é, mesmo assim é um preta de suas roupas. Quando como sombras antigos parecem sumir para ela, Andrey Lambertini surge para afirmar que não é passado não merece ser esquecido. O mistério da mulher de preto torna-se o maior negócio para Andrey. Decifrá-la é um desafio desconhecido que abrirá uma porta de um novo desejo: uma submissão. Fugir daquele cujas mãos são como o doce toque de algemas e o que ela gostaria. Lutar, além de ser excitante e muito misterioso, será sua única saída. Ambos descobrindo que a loucura cura e que perigo mora no preto. No preto da escuridão.

Olá pessoal tudo bem com vocês? Espero sim! Hoje eu vim falar pra vocês sobre um livro incrível que li em parceria com o autor Alec Raj. 
E já vou adiantando que "Pantera cor de preto" foi um livro que me fez sair da minha zona de conforto por vários motivos e um deles é a escrita do autor. 

Sabe aquela escrita leve, muito bem feita, descritiva no ponto certo e que te transporta para dentro do livro?! Pois é! Esta é a escrita que você irá encontrar neste livro, e apesar de ser narrado em terceira pessoa, a leitura fluiu muito bem para mim.

"A mulher de preto não tinha nome, pelo menos ela não dizia. Não tinha família e muito menos aquilo que o pessoal chama de amigos. Tudo nela era negro" 

Mas vamos a estória: Pantera é uma profissional do sexo, muito misteriosa e que faz com que seus clientes sempre fiquem aos seus pés. 

Pantera é uma mulher muito forte, destemina, de garra e que não deixa ninguém passar por cima dela e nem de seus objetivos.

" A mulher de preto gostava do escandaloso, gostava de intensidade. Tudo nela era exagerado e idolatrava aquilo. Seus movimentos eram tão ligeiros e ensaiados quanto os passos de um bandido"

Mas tudo fica confuso quando Andrey aparece na sua vida, fazendo com que Pantera relembre seu passado e lute com todas as suas forças para manter seus mistérios, e seu passado para trás. 

Andrey fica louco por Pantera, a moça de preto pelo qual ninguém sabe nem o nome. Pantera é uma mulher muito misteriosa que deixa Andrey cada vez mais curioso e louco para desvendar seus mistérios.

"Todos temos um cofre dentro de nós cuja a chave vive perdida em algum lugar "
Então é isso pessoal, espero que vocês tenham gostado do post e até mais!!

Adquira o Ebook: