}

13 de fev de 2018

[Resenha] Dumplin' - Julie Murphy

Titulo: Dumplin'
Autora: Julie Murphy
Ano de publicação: 2017
Numero de páginas: 336
Editora: Valentina
Gênero: New Adult
Adquira o livro: AmazonSubmarinoSaraiva
Sinopse: Especialmente para os fãs de John Green e Rainbow Rowell, apresentamos uma destemida heroína e sua inesquecível história sobre empoderamento feminino, bullying, relação mãe e filha, e a busca da autoaceitação. Sob um céu estrelado e ao som de Dolly Parton, questões como o primeiro beijo, a melhor amiga, a perda de alguém que amamos demais e “estou acima do peso e ninguém tem nada com isso” fazem de Dumplin’ um sucesso que mexerá com o seu coração. Para sempre. Gorda assumida, Willowdean Dickson (apelidada de Dumplin’ pela mãe, uma ex-miss) convive bem com o próprio corpo. Na companhia da melhor amiga, Ellen, uma beldade tipicamente americana, as coisas sempre deram certo... até Will arrumar um emprego numa lanchonete de fast-food. Lá, ela conhece Bo, o Garoto da Escola Particular... e ele é tudo de bom. Will não fica surpresa quando se sente atraída por Bo. Mas leva um tremendo susto quando descobre que a atração é recíproca. Ao contrário do que se imaginava – a relação com Bo aumentaria ainda mais a sua autoestima –, Will começa a duvidar de si mesma e temer a reação dos colegas da escola. É então que decide recuperar a autoconfiança
fazendo a coisa mais surreal que consegue imaginar: inscreve-se no Concurso Miss Jovem Flor do Texas – junto com três amigas totalmente fora do padrão –, para mostrar ao mundo que merece pisar naquele palco tanto quanto qualquer magricela.


Olá amores como vocês estão?
Eu já começo esta resenha dizendo para vocês o quanto eu estou feliz por ter lido essa obra, tão necessária. Afinal não é todos os dias que encontramos na literatura protagonistas que fogem do padrão que nos é imposto pela sociedade, acredito que deveria ser diferente e nesse mundo deveria haver muito mais protagonistas como Willowdean.



Willowdean Dickson, mora no Texas com a mãe que a apelidou carinhosamente de Dumplin' (algo como: bolinho frito) que é uma ex-miss, trabalha em uma lanchonete, é secretamente apaixonada por seu colega de trabalho Bo, tem uma melhor amiga chamada Ellen que é alta, magra e muito bonita, e é muito fã de Dolly Parton, assim como sua tia que faleceu há alguns meses.
Apesar de se amar e se aceitar do jeito que é, a autoconfiança de Willowdean some quando ela descobre que Bo sua paixão tão secreta, também nutre algo por ela. A atração entre os dois é muito forte e eles acabam se envolvendo, mas para ela é difícil de acreditar que alguém tão popular e bonito como Bo, possa querer algo de verdade com uma garota gorda. 

"Não entendo por que ele gosta de mim, mas acredito que goste. Sinceramente. Só que não acho que os outros vão entender o que ele vê em mim. "
Will resolve entrar para o concurso de Miss flor do Texas, para provar que garotas fora do padrão também tem seus talentos que não se limitam somente a beleza, e sem querer Will acaba incentivando outras garotas fora dos padrões de sua escola a participar do concurso também.
Não sou ingênua. Sei que não vou vencer. Nem quero. Mas quero chegar lá e provar que não há razão pela qual eu não possa ou não deva participar.
Como disse no início da resenha e repito aqui novamente: acredito que na literatura deveríamos ter mais protagonistas fora dos padrões e que se amam e se aceitam assim como a Willowdean. Terminei este livro com aquele gostinho de "quero mais" não só da estória da Will, mas de estórias parecidas também, com mocinhas originais e que amam cada pedacinho de si assim como a Will, que como qualquer adolescente também tem seus dilemas com o próprio corpo, mas não deixa se abater por isso.

A autora narrou com toda delicadeza do mundo uma estória muito cativante e inspiradora, confesso que em alguns momentos fiquei irritada com algumas atitudes da protagonista, mas não foi nada que me tirasse do sério, e sim que me fizeram refletir sobre a insegurança que todos nós temos com algo no nosso corpo e é sempre inevitável não é mesmo? Mas ela soube desenvolver muito bem todos os personagens, e no fim da leitura eu só queria ter amigas como a Willowdean rs.
– Não podemos ter coisas maravilhosas o tempo todo. Esqueceríamos o quão são maravilhosas.
Os únicos pontos negativos que achei na estória, foi o fato da autora ter enrolado tanto para o dia do tão temido concurso quanto para a solução de outros problemas da protagonista, e embora eu não tenha achado o final corrido, acredito que a autora poderia ter enrolado um pouco menos. E também o final um pouco aberto que a autora deixou (eu costumo passar longe de finais abertos) mas Dumplin' me conquistou desde o dia em que foi lançado aqui no Brasil, e não me arrependo de ter deixado esse meu preconceito com finais abertos de lado para conhecer a estória de Willowdean, então se assim como eu você também passa longe de finais abertos te garanto que este livro vale a pena!


A autora já confirmou que haverá uma continuação, que se chamará "Pudin", e agora só nos resta esperar pelo o lançamento e torcer para que o segundo livro seja tão bom quanto o primeiro!


Beijos!!

Um comentário:

  1. Oi Jaque! Escolhi esse post porque li Dumplin' porque li e amei esse livro. E concordo muito com você sobre ele ser necessário e importante. E digo mais, são de livros assim que as escolas precisam começar a encaixar em suas grades, pela mensagem que passa.
    Eu gostei muito da Will, ela tem todo um jeito querido e cativante. Pra ser sincera, até gostei do final. O que me incomodou foi a autora cair no clichê de fazer com que a amiga gorda e a amiga magra brigassem, como se fosse por causa da aparência. Isso me deixou na bad rs
    E eu estou loooouca pelo segundo rs. Eu amei a Millie e acho que a história dela pode ser demais. Amei a resenha, parabéns. Beijos

    https://almde50tons.wordpress.com

    ResponderExcluir