Próximas Resenhas

6 de fev de 2018

[Resenha] Filho das sombras - Julliet Marilier


Titulo: Filho das sombras (Trilogia Sevenwaters #2)
Autora: Juliet Marillier
Ano de publicação: 2013 
Numero de páginas: 615
Gênero: Fantasia 
Editora: Butterfly
Compre: Saraiva | Submarino
Sinopse: Filho das Sombras narra a história da jovem Liadan, que, tal como sua mãe, Sorcha, herdou a habilidade de falar com os espíritos da floresta, os quais lhe segredam que ela deve permanecer, para sempre, em Sevenwaters, se quiser que as Ilhas Sagradas sejam retomadas dos bretões. A Irlanda está numa avassaladora guerra, em que um misterioso homem é temido e reconhecido como um mercenário feroz. E, assim como sua mãe no passado, ela acaba sendo capturada e sente-se cada vez mais atraída pelo ser das sombras, apesar de saber da maldição da profecia que Seres da Floresta lhe preveniram...


Olá meus amores tudo bem com vocês? Espero que sim! Hoje vim contar para vocês um pouco sobre "filho das sombras", segundo livro da trilogia "Sevenwaters".Apesar de muitas pessoas dizer que não tem problema algum ler esta trilogia fora de ordem eu não recomendo, não irei contar spoleirs mas o próprio livro em si já traz respostas do primeiro livro então se você ainda não leu "Filha da floresta" recomendo que não leia a resenha ou fica por sua conta e risco haha. (Leia a resenha de "Filha da floresta" Aqui ).


Mas sem mais delongas, vamos a resenha! Liadan é uma jovem muito inteligente que assim como sua mãe Sorcha herdou o poder da cura e de conseguir falar e sentir os seres da floresta. Sorcha teve três filhos com Red: Niahm, Liadan e Sean. Mas Sorcha está muito doente e todos da casa sabem que ela está partindo. No meio de tudo isso ainda há uma guerra entre a Bretanha e a Irlanda para conquista de algumas ilhas, e  surgem estórias de que um "Homem pintado" e seu bando andam matando muita gente e deixando rastros de terror e panico por onde passam. 

Liadan assim como sua mãe também consegue se comunicar através de pensamentos com algumas pessoas e uma delas é seu tio Connor que um certo dia avisa a menina que a profecia está perto e que ela terá que ser forte para cumpri-lá. Pois um mal antigo está prestes a despertar e Liadan sabe que foi a escolhida para isso, sentia que não seria algo bom e que apesar de não saber exatamente o que era, sabia que o que estava prestes a acontecer poderia arruinar sua familia ou até mesmo Sevenwaters.
"Mas senti um calafrio novamente. O que havia de errado comigo? Como podia pensar que algo de ruim pairava sobre minha família em um dia tão lindo de primavera, com tanta alegria ao meu redor?"
Um dia caminhando pela floresta Liadan vê sua irmã mais velha Niahm nos braços de um homem desconhecido, ela fica chocada pela cena mas também vê nela muito amor e resolve guardar para si, porém quando chega em casa ela descobre que não fechou seus pensamentos e que seu irmão Sean viu tudo e irá contar para família inteira que sua irmã foi desonrada. Há algo que está sendo escondido, e sem poder protestar Niahm é forçada a casar com outro homem e pede que Liadan possa acompanha-la até pelo menos certo ponto da floresta no dia de sua partida. 

E assim Liadan fez, mas voltando para casa e com o coração partido pelo o que havia acontecido com sua irmã, os homens que a acompanhavam foram rendidos e Liadan é obrigada a ir até o acampamentos dos fianna e tentar salvar um homem que está com o braço gravemente ferido, e acaba conhecendo Bran, que é chamado apenas de "chefe" pelo seu bando e descobre que ele é o homem pintado. 

Apesar de não acreditar que aquele homem com o braço tão ferido sobreviveria, ela decide lutar pela vida dele e pede a Bran um prazo, para que eles fiquem por lá e deixem ela tentar salvar aquela vida. A partir daí começa uma série de acontecimentos, e Liadan e Bran se veem cada vez mais perto um do outro, mas Bran guarda em seu coração um segredo muito obscuro que o levou a ser aquele homem tão odiado, forte, reservado e desconfiado que é. Um homem que se auto denomina sem passado, futuro, e sem nome. 
— (...). Que tipo de vida é essa? Matar por dinheiro, viver sem nunca sair para o mundo real, sem poder... amar, ver suas crianças crescerem, ver uma árvore que tenham plantado crescer e refrescar seu jardim ou lutar para defender algo que seja realmente seu? Isso que vocês têm não é vida.
Os dias vão se passando e Liadan não sabe como será seu futuro e nem se sairá viva do acampamento dos Fianna. Ela acabou conquistando o respeito de todos aqueles homens, que apesar de fortes e de parecerem muito durões amam escutar suas estórias. A cada dia que passa ela sabe que seu tempo ali está se esgotando, mas seu coração agora sente algo que nunca sentiu antes.
"nossos destinos se entrelaçando. Era algo mais que a simples união carnal ou amorosa; era um vínculo que transcendia a própria morte, invisível e indestrutível.


Liadan é tão forte quanto a mãe, é determinada e realmente tem o poder de mudar o rumo das coisas, como é dito no livro. Ela não obedece cegamente o que os seres da floresta lhe impõe e isso me agradou muito pois no primeiro livro, Sorcha obedece a todas as ordens que estes seres lhe impõe e por mais que eles queiram o bem dela, por vezes achei absurdo o que lhe pediame parecia que eles a colocavam sempre no caminho mais dificil. 

Mas Liadan não, ela levantou a voz e se impôs do inicio ao fim se mostrando muito determinada. Os irmãos de Sorcha (que não me irritaram no primeiro livro) conseguiram me irritar e muito nesse livro, pois muitas vezes parecia que eles mandavam mais na vida dos filhos de Sorcha do que o próprio pai, e Liam para mim foi o pior.  Eu entendo que na época em que se passa esta estória os homens mandam e as mulheres não tem o direito de sonhar e não podem sequer decidir sobre suas próprias vidas, mas para mim foi um absurdo ver Red que parecia ser uma homem de voz tão ativa em filha da floresta deixar os tios mandarem tanto na vida de suas filhas e isso me irritou bastante. 

Porém não desisti da leitura pois sei que isso é uma das "táticas" da autora de nos prender nas estórias que ela escreve através dos sentimentos seja ele qual for. Ela sabe como ninguém nos envolver e nos prender na estória, ansiosos para um desfecho que não decepciona nem os mais exigentes leitores. Uma narração cativante que faz com que a gente nem se importe com o tamanho do livro, a descrição dos lugares com detalhes suficiente para transportar o leitor para dentro do cenário da estória. O livro tem uma diagramação simples mas bem bonita, e com folhas amarelas com letras de tamanho razoável. 

Torci para Liadan do começo ao fim, torcendo para que ela conseguisse tudo o que queria. Eu ainda não consegui me desapegar de filha da floresta que se tornou meu favorito da vida haha, mas filho das sombras agora também tem um lugar especial no meu coração! Super recomendo para quem assim como eu ama uma fantasia muito bem escrita e que nos ajuda a enriquecer culturalmente.
Beijos!

Um comentário:

  1. ADOREI A RESENHA E MARAVILHOSA, SUPER ,ME INTERESSEI PELO LIVRO .SOU A LOUCA DOS LIVROSDE TANTO QUE AMO.BJS VC ARRASOU.


    https://mundodaveeh.wordpress.com/.

    ResponderExcluir