About Me

19 de fev de 2018

[Resenha] O cemitério - Stephen King

| |


 Titulo: O cemitério 
Autor: Stephen King 
Ano de publicação: 2013
Numero de páginas: 424
Gênero: Terror/Horror
Editora: Suma
Adquira o livro: AmazonSaraivalivraria Cultura
Sinopse: Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar em uma pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade e a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha.Num dos primeiros passeios pela região, conhecem um cemitério no bosque próximo à sua casa. Ali, gerações de crianças enterraram seus animais de estimação. Mas, para além dos pequenos túmulos, há um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras. Um universo dominado por forças estranhas capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível.
A princípio, Louis Creed se diverte com as histórias fantasmagóricas do vizinho Crandall. No entanto, quando o gato de sua filha Eillen morre atropelado e, subitamente, retorna à vida, ele percebe que há coisas que nem mesmo a sua ciência pode explicar. Que mistérios esconde o cemitério dos bichos? Terá o homem o direito de interferir no mundo dos mortos?
Em busca das respostas, Louis Creed é levado por uma trama sobrenatural em que o limite entre a vida e a morte é inexistente. E, quando descobre a verdade, percebe que ela é muito pior que seus mais terríveis pesadelos. Pior que a própria morte - e infinitamente mais poderosa.

Olá meus amores tudo bem com vocês? Eu vivo dizendo aqui no blog, o quanto eu adoro terror, o quanto eu amo Stephen King mas já faz tempo que não resenho nada dele aqui para vocês né?! Mas prometo que vou ler mais obras dele e trazer aqui pra vocês começando hoje, pela resenha do livro "O cemitério"

Louis Creed é um jovem médico que acaba de se mudar para uma pequena cidade no Maine, com sua esposa e seus dois filhos pequenos. Ao chegar a cidade Louis logo conhece seu vizinho Crandall e os dois viram bons amigos rapidamente. Mas as coisas começam a mudar na vida de Louis quando sua esposa decide passar um feriado com os pais em outra cidade e leva junto com ela os dois filhos pequenos. Ele não se dá bem com o sogro e por isso não se importa de passar o feriado sozinho, ou apenas bebendo e conversando com seu novo vizinho e amigo, mas naquele mesmo dia o gato de sua filha Ellie é morto na estrada e Crandall resolve ajuda-lo.


Crandall já é um senhor de oitenta anos que conta muitas histórias para Louis, inclusive a história sobre o "cemitério dos bichos". Desde que se mudou para aquela pequena cidade Louis não tem um bom pressentimento sobre aquele estranho cemitério, mas Ellie é apenas uma criança que ama muito o seu bichinho de estimação, e ele sabia que a garota iria sofrer demais se encontrasse o animal morto quando voltasse de viagem. 

Então o vizinho sugere que ele leve o gato atropelado e o enterre no cemitério dos bichos, pois havia uma lenda que se algum animal fosse enterrado lá ele voltaria a vida. E assim Louis fez, e em menos de 24 horas o animal estava vivo novamente, como se nada tivesse acontecido.  Ele sabe que aquilo tudo é muito estranho, e que apesar do animal estar aparentemente normal, aquele não parecia mais o mesmo gato. 
"No entanto, Louis, sua filha não vai saber de nada disso. Isto é, não vai saber que o gato foi atropelado, morreu e voltou.
A sua esposa não sabia lidar com a morte por motivos pessoais que nunca contara a ele, e por isso ele não se arrependeu de trazer o gato da filha de volta a vida, mas um dia ele precisaria ensinar pelo menos a filha que a morte é algo normal. 
"Talvez ela aprenda alguma coisa sobre o que a morte  realmente é: o ponto em que a dor cessa e as boas memórias começam. Não é fim da vida, mas o fim da dor. Você não vai lhe dizer isto, é claro, ela pode descobrir por si mesma."
Quando sua esposa volta de viagem, a sua filha percebe que o gato está estranho e prefere não dormir mais junto com ele, mas apesar disso Louis acha que tudo ficará bem. Mas ele está enganado, e começa a perceber que interferir com a morte de qualquer animal ou pessoa não é algo tão fácil assim e que tudo tem consequências.

Eu sinceramente quero saber se algum dia irei encontrar alguma obra do King que eu não goste, quando eu comecei a conhecer o autor, logo cara adorei as histórias mas achei a escrita massante e muito detalhista, e isso é uma marca registrada do autor. Mas neste livro, pelo menos para mim a leitura engatou muito rápido e logo me vi devorando a estória louca pelo desfecho. 
O livro traz várias reflexões sobre a morte e como lidamos com ela, de uma forma muito crua e verdadeira. Cada pessoa lida de um jeito com a morte, mas será que as vezes ela não é a melhor coisa que pode acontecer a alguém? Até que ponto seria certo mudar o rumo das coisas e trazer alguém que amamos de volta a vida?

Muitos classificam este livro como o mais assustador do King, e eu concordo. O autor  mais uma vez criou personagens excelentes e muito bem escritos, a narrativa em terceira pessoa não foi capaz de fazer com o que o livro fosse ruim e poucos autores conseguem isso. Esta edição publicada pela Suma também tornou a leitura mais agradável, com folhas amarelas, letras de tamanho razoável e bom espaçamento entre as frases e palavras. Porém não é um livro que eu recomendo para quem ainda não conhece a escrita do autor. Mas para quem conhece, gosta do autor, e é fã de um bom livro de terror que beira a insanidade rs, eu super recomendo, sério! Você não irá se decepcionar.  

Ainda não tive a oportunidade de conferir a adaptação, que ganhou o nome de "cemitério maldito" (vi que estava passando em um canal da tv fechada esses dias mas preferi ler o livro primeiro). Mas assim que eu puder irei conferir, e espero gostar também!
Beijos!

2 comentários:

  1. Olá amigo(a)!

    Muito bom seu blog, e já estou seguindo...

    Abraço.

    https://tavaresplugado.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. SUPER ARRASOU COM SEU BLOG AMEI É LINDO E SÓ MATERIAS OTIMAS PARABENS.

    https://mundodaveeh.wordpress.com/.

    ResponderExcluir