}

27 de mai de 2018

Dias de despedida - Jeff Zentner


Titulo: Dias de despedida
Autor: Jeff Zentner
Ano de publicação: 2017
Número de páginas: 392
Gênero: New Adult / Drama
Editora: Seguinte
Adquira o livro: Saraiva ✰ Amazon 
Sinopse: Uma história tocante sobre luto, amizade e superação, que mostra que os pequenos momentos com as pessoas que amamos são o que realmente importa — e o que as torna inesquecíveis.Cadê vocês? Me respondam.
Essa foi a última mensagem que Carver mandou para seus melhores amigos, Mars, Eli e Blake. Logo em seguida os três sofreram um acidente de carro fatal. Agora, o garoto não consegue parar de se culpar pelo que aconteceu e, para piorar, um juiz poderoso está empenhado em abrir uma investigação criminal contra ele.
Mas Carver tem alguns aliados: a namorada de Eli, sua única amiga na escola; o dr. Mendez, seu terapeuta; e a avó de Blake, que pede a sua ajuda para organizar um "dia de despedida" para compartilharem lembranças do neto.
Quando as outras famílias decidem que também querem um dia de despedida, Carver não tem certeza de suas intenções. Será que eles serão capazes de ficar em paz com suas perdas? Ou esses dias de despedida só vão deixar Carver mais perto de um colapso — ou, pior, da prisão? (Editora seguinte)


"O mundo é cheio de vida vibrante pulsando. Exceto pela caixa de madeira na frente do salão. Lá tudo está parado. E o que causou essa imobilidade foi a atividade mais banal e rotineira da minha parte. Mandar mensagem para os meus amigos."

Olá amores tudo bem?
Dias de Despedida conta a história de Carver. Um adolescente comum que viu sua vida mudar totalmente após mandar uma simples mensagem de texto perguntando aonde seus amigos estavam. Eles sofrem um acidente e agora Carver além de ter que conviver com a perca dos amigos, da sua "trupe do molho" também terá que lidar com o processo que um dos pais de seus amigos está movendo contra ele, alegando que Carver sabia dos riscos que corria ao enviar mensagens de texto enquanto o amigo dirigia.

No meio disto tudo, a avó de Blake pede para Carver, fazer um dia de despedida com ela. Um dia para que ela possa passar junto com Carver, e finalmente dizer adeus a seu neto.

Em casa, Carver passa por um turbilhão de emoções que é a perca, e não está sozinho. Sua irmã Georgia o ajuda no que pode e até sugere que ele faça terapia. E na escola Carver também não está sozinho. Surge uma amizade entre ele e Jesmyn (namorada de Eli) que também traz momentos de leveza para a história e ajuda Carver a superar a perca e diminuir sua sensação de culpa.
 
"Acho que a culpa não dorme. Ela só corrói"

O livro é narrado em primeira pessoa, e Carver é um protagonista muito cativante, que nos prende desde a primeira página. Os flashbacks com a "turma do molho" ajuda o leitor a se conectar mais ainda com os personagens e sentir o quanto o tema tratado no livro é importante.

A trama se desenrola muito fácil, e o autor tem uma narrativa muito fluida. É impossível não terminar esta leitura sem refletir o quanto é vida é frágil, e o quanto uma simples mensagem de texto pode mudar tudo, destruir vidas e acabar com sonhos de uma hora para outra...

"Há vida por toda a parte. Pulsando, zunindo. Uma grande roda que gira. Uma luz se apaga aqui, outra a substitui ali. Sempre morrendo. Sempre vivendo. Sobrevivemos até não sobrevivermos mais."

Dias de despedida é um livro que traz um tema muito necessário, e que nos enche de emoções do início até o fim.
Beijos!

33 comentários:

  1. Oi, Jaque
    Recebi o livro da editora mas não sabia bem do que era, e ficava com medo de ler e encontrar outra coisa. Agora estou ansiosa para ler porque sempre quis saber mais sobre motoristas que acabam sofrendo acidentes porque mandam mensagens no celular, algo que as pessoas sabem que não podem fazer mas que ficam insistindo.
    Espero gostar.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Miriã! Espero que goste da leitura tanto quanto eu gostei.
      Beijos!

      Excluir
  2. Nossa esse livro é cheio de emoções em!? Imagina a dor desse garoto e o peso da condição e viver se culpando pode ser destruidor, mas o bom é que vai encontrar pessoas que vai ajudá-lo a superar isso tudo, Morro de vontade de ler, tenho certeza que vou me emocionar com essa história. Adorei a dica. 😘😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. É um livro muito tocante! Espero que aproveite a leitura também.
      Beijos!

      Excluir
  3. Nossa, parece um livro bem impactante! Ainda mais com esse tema de acidentes, o que mais acontece em todo o mundo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Ana. É um assunto muito importante.
      Beijos!

      Excluir
  4. Parece ser um livro maravilhoso já vou fazer o pedido na saraiva, amei o seu resumo
    Gilliarde Santos
    http://gilliardesantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, espero que aproveite a leitura tanto quanto eu!
      Beijos

      Excluir
  5. A mensagem do Carver, me fez lembrar das 33 mensagens da Cassandra pra Lia em Garotas de Vidro. Gostei da resenha, Jaque. Se topar com o livro, darei uma chance.

    ResponderExcluir
  6. Essa coisa da culpa é muito verdade....

    ResponderExcluir
  7. É um livro com uma história emocionante, quando se fala em luto, amizade, superação a gente fica até tocada,quando estamos com pessoas que amamos temos que sempre está com elas, o livro no faz refletir muito sobre a vida, bjs.

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro, mas a premissa já é um gatilho para uma reflexão. Quantas pessoas/jovens já fez ou faz esse tipo de coisa? Enviar enquanto dirigi uma simples mensagem que pode ter como resultado tanto sofrimento? No caso de Carver ele enviou o texto para o amigo que estava dirigindo, a primeira coisa que pensei: - será que ele realmente sabia? Fico imaginando a grande cruz que esse personagem estar carregando. Gostei da resenha!

    ResponderExcluir
  9. Já quero ler esse livro! " Acho que a culpa não dorme. Ela só corrói" faz todo sentido do mundo!

    ResponderExcluir
  10. Colocarei na minha listinha de livros para ler, achei muito interessante o tema, o pior julgamento é nossa própria culpa. Bjs

    ResponderExcluir
  11. É uma leitura bem interessante no sentido de que a vida diante de algumas circunstâncias é tão frágil, como um simples texto e o acidente de carro....infelizmente acontece na vida real, por pouca coisa se perde uma vida interia, bjs.

    ResponderExcluir
  12. Nossa com certeza irei gostar desse livro! Só a sinopse e a sua resenha já me deixaram com vontade de ler mais! Nunca tinha visto um livro que tinha como pauta um tema tão delicado e importate assim. Gostei da indicação

    ResponderExcluir
  13. Olá, eu já tinha ouvido falar desse livro mas não lembrava.. sua resenha me refrescou a memoria pra um enredo que eu achei super envolvente e só de saber que o protagonista é tão carismático já fiquei com vontade de ler! Obrigada pela dica!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  14. caraca q livro doido. mas confesso q fiquei com vontade de ler .

    ResponderExcluir
  15. Nossa que perrengue ele passa....perder os amigos e ainda começar a ser culpado por isso... já senti meu coração gelar só de ler a sinopse, quero ler o livro agora :)

    ResponderExcluir
  16. Fiquei com muita pena do Carver, imagino que esse é um trauma que ele terá que levar para o resto da vida. O livro aborda temas muito sensíveis como perda e sentimento de culpa, acredito que tenha uma vertente psicológica bem acentuada.

    ResponderExcluir
  17. Valorizar tudo sempre e independemente do valor ou tamanho é sempre tão importante e eu achei incrível esse livro tratar disso!!!

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia esse livro, mas deve ser bem triste, fiquei com pena do Carver só com a resenha, conviver com a perda e a culpa deve ser pesado demais. Adorei a resenha e vou anotar a dica. Bjs

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia, mas parece ser um livro maravilhoso, quem sabe eu leia! <3
    beijos.

    ResponderExcluir
  20. Uau, não gostaria de estar na pele desse garoto, a morte é cruel e quando a encontramos tão perto de nós é difícil o turbilhão de emoções que nos invadem, isso sem contar os dedos que se apontam pra ele nesse momento de dor. Olha, me arrisco em dizer que a culpa não foi dele e ponto final!

    ResponderExcluir
  21. Não conhecia o livro, mas adorei a resenha, deu vontade de ler sim. Seu blog é lindo, excelente trabalho.

    ResponderExcluir
  22. Nossa, que história impactante! Conviver com a culpa deve ser uma coisa muito dolorosa, ainda mais nessa fase complicada que é a adolescência. Adorei asncitacões destacadas no post, me deixaram curiosa para ler o livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Nossa que livro forte em, bem impactante, confesso que n é meu tipo de livro preferido mas historias de luto e superação acaba sempre nos passando uma mensagem valida para a vida!

    ResponderExcluir
  24. Não conhecia esse livro, nem o autor, gosto de livros que faz pensar sobre a fragilidade da vida e que conseguimos nos conectar com o personagem, gostei da resenha

    ResponderExcluir
  25. Uau, eu não conhecia esse livro, e não sei porque, me fez lembrar dos 13 Porquês que amo muito. Acredito que a pior parte de seguir em frente, é conviver com a culpa e o julgamento que fazemos de nós mesmos.

    ResponderExcluir
  26. Olá
    Nossa parece ser um livro bem forte, achei muito interessante a discussão sobre usar o celular em quanto dirige, mas o que me deixou com o coração na mão foi a 'despedida' de neto e avó, principalmente quando eu estou com meu avô adoentado.

    ResponderExcluir
  27. Bom no momento não seria um livro que leria por ter um tema real ou possivel, é um livro bem forte acho que ia chorar o tempo todo rs. gostei da sua resenha.

    ResponderExcluir
  28. Olá Jaque!
    Não conhecia esse livro e gostei dessa premissa meio triste, mas que é aquele tipo delivro que nos faz refletir sobre a vida e a morte! Gostei de conhecer e quero conferir! Amei essa capa!

    beijos!
    https://blogminhaestanteliteraria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  29. Sabe aquelas resenhas que enchem a gente de vontade de ler um livro? Então. Não sei se é méirot do autor, Jeff Zentner, que traz uma história sobre luto diferente - nunca tinha ouvido falar sobre "dia de despedida" e, com essa trama, me pareceu bem interessante - ou se é mérito seu, Jaque, que conseguiu lançar um olhar sobre esse livro tão cheio de sensibilidade de uma forma que me deixou cheia de curiosidade de ler já. Espero que, no fim, tenha dado tudo certo para o Carver. :)

    Adorei, aguardo mais resenhas suas por aqui! :)

    ResponderExcluir