14/11/2018

[Resenha] Essa luz tão brilhante - Estelle Laure

| |

Titulo Original: This Raging light
Autora: Estelle Laure
Ano de publicação: 2016
Número de páginas: 208
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance
Adquira o livro: Amazon ✰ Livraria Cultura ✰ Saraiva
Sinopse: O pai dela surtou e foi internado. A mãe disse que ia viajar por uns dias e nunca mais voltou. Wren, sua irmãzinha, parece bem, mas já está tendo problemas na escola. Lucille tem só 17 anos, e todos os problemas do mundo. Se não conseguir arrumar um emprego para pagar as contas e fingir para os vizinhos que está tudo em ordem, pode perder a guarda da irmã. Sorte a dela ter Eden, uma amiga tão incrível que se dispõe a matar aulas para ajudá-la. Azar o dela se apaixonar perdidamente justo agora, e justo por Digby, o irmão gêmeo de Eden, que é lindo, ruivo... mas comprometido.
Essa luz tão brilhante é a história de uma garota que descobre uma grande força dentro de si enquanto aprende que a vida e o amor podem ser imprevisíveis, assustadores e maravilhosos – tudo junto e misturado.  




Olá amores tudo bem?
Essa luz tão Brilhante foi um livro que me deixou indecisa, com aquele sentimento de Amor ou ódio, e vou explicar porque!

Lucille é uma garota de dezessete anos, que esta em um momento difícil e incomum para alguém da sua idade. O pai surtou e foi internado e sua mãe, decidiu “tirar férias”. Uma férias longa e sem levar Lucille e sua irmã mais nova, Wren, deixando a adolescente tomando conta de tudo em casa sozinha, inclusive sua irmã.




Com o tempo, as dificuldades vão ficando cada vez piores e Lucille decide trabalhar para arcar com as dividas da casa, e conta com a ajuda de sua melhor amiga Eden, uma garota cheia de personalidade que tem um irmão chamado Digby, pelo qual, ela é apaixonada há muito tempo. E quando ele começa a gostar de Lu de um jeito diferente, é que tudo muda na vida da protagonista ― e para pior.

Explique qual é o objetivo de viver se você não estiver disposta a lutar pelas verdades do seu coração, a correr o risco de se machucar.


Digby começa a ajudar Lucille cuidando de sua irmã, enquanto ela trabalha, e os dois acabam se aproximando, sua melhor amiga acaba não gostando disso e se afasta dela, e para piorar, alguém está entrando em sua casa enquanto ela trabalha, e enchendo sua dispensa, fazendo faxina na casa entre outras tarefas. Mas o problema é que ela não faz a mínima ideia de quem seja essa pessoa tão caridosa, já que ela esconde de todos a ausência de seus pais por medo de perder a irmã.

O livro é narrado em primeira pessoa e possui uma narrativa gostosa de ler, apesar de trazer uma história um tanto triste. Não é o primeiro livro que leio, com a premissa de “pais que abandonaram os filhos” e é um tema realmente difícil de ser tratado com leveza como foi neste livro. A protagonista, Lucille, é uma personagem cativante que ajuda a narrativa fluir bem, apesar de ter me irritado com ela em diversos pontos, com sua paixão cega por Digby, e as atitudes que ela veio a ter por esse motivo.

Mas minha relação de amor e ódio com este livro se dá por conta do fim, sem um desfecho exato. O que era o assunto principal acabou, ficando sem respostas, e isto me frustrou um pouco. Mas a mensagem que a autora quis passar de amizade, e solidariedade são pontos fortes deste livro que tem tudo para encantar muita gente e por isso acredito que apesar de tudo, vale a pena ser lido!

Beijos!

6 comentários:

  1. Oi, estou dividida se leio ou não, não quero acabar me decepcionando com o final. Mas confesso que amo um enredo desse, no qual os pais meio que abandonam os filhos e sou louca por um romance. Sua resenha ficou maravilhosa ❤

    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada melissa!
      Dê uma chance, quem sabe você goste da leitura!
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá! Desde que lançaram esse livro, eu tento comprá-lo para ler. Eu amei a capa, mas o final é muito em aberto, o que me irrita e faz com que eu anseie uma continuação. Espero que a autora atenda nosso pedido. É mesmo muito confuso ficar nesse empasse no fim, porque a gente não sabe se tem ou não mais da história que gostamos. Obrigada pela dica!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline!
      Exatamente, este livro tem continuação, mas pelo que eu sei por enquanto é pelo ponto de vista da amiga de Lucille, então não sei o que esperar e se naquele livro a autora trouxe um desfecho diferente.

      Excluir
  3. Eu já fiquei com uma sensação ambígua por causa da premissa da história. É muito triste ver que esse tipo de pais existem de verdade. Tive vários alunos que sofreram com isso. =(
    Agora, fiquei curiosa para saber como é o final dessa história... O_O

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Andrea, realmente complicado e triste isso.
      Obrigada pela visita

      Excluir