RESENHAS

FILMES

SÉRIES

[Resenha] Victoria e o Patife - Meg Cabot

by - 19:06

Titulo original: Victoria and the Rogue
Autora: Meg Cabot
Número de páginas: 256
Gênero: Romance histórico
Editora: Galera Record
SkoobAdicione
Adquira o livro: Amazon  Livraria da travessa  Submarino
Sinopse: Um romance histórico com a marca de Meg Cabot
Criada pelos tios na Índia, Victoria é enviada a Londres aos 16 anos a fim de conseguir um marido. Mas é na longa viagem até a Inglaterra que a jovem encontra o amor, na figura de Hugo Rothschild, o nono Conde de Malfrey. Tudo estaria ótimo se não fosse a insuportável interferência do capitão do navio, Jacob Carstairs. Por que ele não pode confiar na escolha de Victoria? Por que ele não a deixa em paz? Estaria Hugo escondendo algo?





— Então ainda está noiva dele? — questionou Jacob. — E pretende continuar assim?
— Sim — confirmou Victoria. — Por que não deveria?
— Porque Hugo Rothschild — soltou o Capitão Carstairs — é um patife!

Eu não dispenso um bom romance água com açúcar e estava mesmo precisando ler algo leve e divertido como Victoria e o Patife, por isso não pensei dez vezes antes de colocá-lo como próxima leitura, e não me arrependi. 

O livro vai contar a história de Victoria, uma garota que possui uma grande herança. Ela foi criada pelos tios na Índia e ao completar dezesseis anos eles resolvem mandá-la para Londres para arrumar um marido e Victoria arruma um antes mesmo de chegar lá, ao ser pedida em casamento no navio em que viajava, por Hugo Rothschild, o nono Conde de Malfrey.

Já em Londres, Victoria pensa que agora a única coisa que tem a fazer é organizar os preparativos de seu casamento, mas as coisas não são bem assim: O capitão do navio Jacob Carstairs, insiste em interferir no casamento dela, a irritando e insistindo para ela não se casar, com o pretexto de que tem algo errado com Hugo Rothschild

"Um dia, Lady Victoria, dissera Jacob, você vai conhecer um homem cuja vontade não poderá ser moldada para se adequar a seus interesses. E, quando isso acontecer, você vai se apaixonar por ele. "



O livro é narrado em terceira pessoa, e Meg Cabot mas uma vez não decepciona trazendo uma obra leve, divertida e cativante. Eu não costumo gostar de mocinhos irritantes e muito menos de tramas com casais “cão e gato”, e foi por isso que gostei tanto deste casal, pois aqui encontramos uma mocinha independente, muito à frente de seu tempo e cheia de empatia, o que a leva a pensar primeiro nos outros no que nela mesma, e isso me cativou e muito.

E o Jacob Carstairs, também não fica para trás neste quesito. Ele é um mocinho que apesar de ser irritante, não ultrapassa nenhum limite, respeita Victoria e o jeito dela de ser sem interferir nisso ou sequer questionar. Na verdade, ela a ajuda a enxergar o quanto Victoria é uma boa pessoa, mas que pode se prejudicar ao não perceber que as vezes pessoas ruins usam pessoas como ela, para enganar e se beneficiar com sua generosidade. 

“(...) acho que seria bem emocionante se casar com alguém que não precisa de você, mas que apenas... deseja estar com você.”

O livro traz uma narrativa fluida, que nos cativa desde a primeira página. Foi uma leitura rápida, que eu fiz apenas em um dia, me divertindo com o jeito destemido de Victoria e até com alguns personagens secundários como a sua prima doida para casar.

Victoria e o Patife não é um romance cheio de reviravoltas e intrigas, mas se você assim como eu, adora um romance leve, água com açúcar com certeza irá adorar passar umas horinhas com este romance fofo!
Beijos!

You May Also Like

9 Comments

  1. Oi, tudo bem?
    Eu li esse livro há algum tempo e é mesmo uma leitura bem leve. No entanto, vou te confessar que discordo totalmente de você em relação à Victória. Achei ela uma personagem mimada e imatura, que me irritou do começo ao final do livro. A única coisa que me manteve presa na leitura foi o Jacob, porque ele é mesmo um personagem bem cativante e é lindo o modo como trata a Victoria.
    Enfim, não gostei tanto desse livro como você, mas concordo que é uma leitura leve e fluida. Adorei sua resenha e fico feliz que tenha sido uma leitura mais proveitosa para você do que foi para mim.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Ahhh, romancezinho leve e clichê é comigo mesma, hahaha. Já faz algum tempo que quero ler algo da Meg Cabot, mas ainda não tive a oportunidade. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. Lembro que na época em que li esse livro achei ele meio “sem sal”, mas ainda sim foi uma leitura valida mim. Gosto da escrita da autora e de outros livros dela. Acredito que por ser mais juvenil tenha tendência a ser mais leve mesmo.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Ah, eu nunca li nada da autora, mas tenho muito interesse. Já cheguei a pensar alguns livros dela na biblioteca, mas na última hora desisti. Preciso parar de desistir e pegar um logo. Rs
    Amo esse gênero, sempre estou lendo livros leves, bem romance mesmo.
    Adorei a resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que nunca li nada dessa autora, acredita? Mas quando vi esse livro, eu fiquei bem animada, então acabei adquirindo logo quando lançou, mas até hoje não li kkkkkk Mas agora lendo sua resenha, eu fiquei um pouco mais animada com a obra, então quem sabe eu não crie coragem e leia logo.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  6. Ah que amor de resenha!
    Eu amo os escritos da Meg Cabot e não vejo a hora de ler esse livro. Eu amo histórias leve e fluidas, e um bom romance água com açúcar, principalmente para tirar o peso da mente que algumas obras trazem. Fico feliz que tenha sido um leitura tão gostosa, não vejo a hora de lê-lo e me encantar também. Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
  7. AAAhhh que livro fofinho, tenho certeza que é um daqueles que começamos e nem percebemos o tempo passar, ao menos é assim que sinto toda vez que leio algo da autora. Não conhecia Victória o o Patife mas certamente vou apreciar essa leitura.

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Pela capa e pelo título eu não esperava uma premissa como essa e achei maravilhosa, com certeza será uma leitura bem fofinha e acho que vou gostar bastante se tiver a oportunidade de ler. Eu adorei a resenha <3

    ResponderExcluir
  9. Ola!!
    Meg é Meg né? Não tem o que falar de seus livros, pois até hoje, não me decepcionei com nenhum. Não conhecia essa obra, mas assim como vc, amo romances agua com açucar e é por conta disso que esse livro entrou para minha lista agora haha

    beijos

    ResponderExcluir