[Resenha] Minha vida (não tão) perfeita - Sophie Kinsella


Titulo Original: My (Not So) Perfect Life
Autora: Sophie Kinsella
Número de páginas: 406
Editora: Record
Gênero: Chick-lit
Adicione: Goodreads Skoob  
Sinopse: Dramas, confusões e uma boa dose de amor são os ingredientes do novo romance de Sophie Kinsella. Uma divertida crítica aos julgamentos errados que uma boa foto no Instagram pode gerar. Cat Brenner tem uma vida perfeita mora num flat em Londres, tem um emprego glamoroso e um perfil supercool no Instagram. Ah, ok... Não é bem assim... Seu flat tem um quarto minúsculo sem espaço nem para guarda-roupa , seu trabalho numa agência de publicidade é burocrático e chato, e a vida que compartilha no Instagram não reflete exatamente a realidade. E seu nome verdadeiro nem é Cat, é Katie. Mas um dia seus sonhos se tornarão realidade. Bom, é nisso que ela acredita até que, de repente, sua vida não tão perfeita desmorona. Demeter, sua chefe bem-sucedida, a demite. Tudo o que Katie sempre sonhou vai por água abaixo, e ela resolve dar um tempo na casa da família, em Somerset. Em sua cidadezinha natal, ela decide ajudar o pai e a madrasta com a nova empreitada do casal: os dois planejam transformar a fazenda da família em um glamping, uma espécie de camping de luxo e estão muito empolgados com o novo negócio, mas não sabem muito bem por onde começar. E não é justamente lá que o destino coloca Katie e sua ex-chefe cara a cara de novo? Demeter e a família vão passar as férias no glamping, e Katie tem a chance de, enfim, colocar aquela megera no seu devido lugar. Mas será que ela deve mesmo se vingar da pessoa que arruinou sua vida? Ou apenas tentar recuperar seu emprego? Demeter - a executiva que tem tudo a seus pés - possui mesmo uma vida tão perfeita, ou quem sabe, as duas têm mais em comum do que imaginam? Por que, pensando bem, o que há de errado em não ter uma vida (não tão) perfeita assim?


Cat Brenner é uma menina do interior que vai para Londres tentar seguir seus sonhos. Em seu instagram ela compartilha como sua vida é perfeita, como ela é feliz, cheia de amigos e tem um trabalho dos sonhos em Londres.

Só que a vida real não é bem assim. Cat na verdade, mora em um flat com uma garota que nunca quis amizade com ela e com um cara que só malha o dia inteiro. Seu quarto é tão pequeno que nem sequer cabe um guarda roupa, ela pega metrô lotado todos os dias, seu trabalho não é tão maravilhoso quanto ela conta para as pessoas e o salário que ela ganha mal dá pra sobreviver.

Sua chefe, Deméter tem uma vida perfeita mas todos do escritório, inclusive Cat odeiam ela. Porém um dia ao chegar no trabalho e ser demitida, Cat vê seu sonho de morar em Londres e construir uma vida por lá, desmoronar. Ela sai do emprego com muita raiva, tenta sair de lá com dignidade mas acaba surtando com Deméter e com outro chefe (que inclusive é o crush dela).

Para permanecer em Londres, ela começa a esconder da família que perdeu o emprego e fica durante meses procurando um novo, até que um dia seu pai e sua madrasta decidem que vão criar um glamping e desde o início do projeto Cat se dispõe a ajudar.
⠀⠀⠀⠀
Cat acaba voltando, para o interior para ajudar seu pai fazendo o que sabe de melhor: Marketing. Mas um dia Deméter, sua ex chefe aparece no glamping com sua família para passar férias no local. Cat se vê desesperada e fica em dúvida entre se vingar de Deméter, esquecer o que aconteceu ou simplesmente tentar recuperar seu emprego. Só que ela não esperava descobrir que nem tudo é o que parece e que ninguém, nem sua ex chefe tem uma vida perfeita.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀


Eu nunca li nada da Sophie e agora me vejo querendo ler mais obras da autora. A escrita é leve e muito divertida, mas ao mesmo tempo a autora consegue fazer com o que o leitor reflita sobre a vida nas redes sociais e conseguiu passar a mensagem sem enrolação. Afinal será que aquela pessoa que sempre tem sempre tem dinheiro, produtos de marca e o emprego dos sonhos é realmente feliz?

Apesar de ser uma leitura divertida e fluída a vida financeira de Cat é um pouco sofrida demais e por isso não consegui dar risada nenhuma com a dificuldade da personagem que em alguns momentos a deixou em situações bem tristes na minha opinião.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O romance que surge na verdade é bem clichê, mas eu adoro romances assim pois sempre conseguem me deixar com um sorriso bobo no rosto, torcendo pelo casal. Minha vida (não tão) perfeita uma leitura que eu recomendo, traz mensagens importantes e conseguiu me prender. Simplesmente devorei este livro e apesar de ter mais de 400 páginas li em apenas dois dias. Um chick-lit completo e fofo.


Beijos!

Nenhum comentário