RESENHAS

FILMES

SÉRIES

[Resenha] Compaixão - Fernando Moraes

by - 19:59



Quando recebi este livro em parceria com a editora Novo conceito eu não sabia o que esperar, e acabou sendo uma ótima leitura, daquelas que a gente enche de marcação e leva alguns aprendizados.

 ❝ (...) Compadecer-se não significa apenas ser solidário: fundamentalmente, vai além da empatia, da capacidade de se colocar do outro.❞ ⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Conversando diretamente com o leitor, o autor explica algumas situações, leituras e experiências de vida que o fizeram refletir sobre o que realmente é compaixão. Sendo assim, a leitura se torna fluída e rápida por ser um livro bem curtinho também.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A leitura também nos faz refletir sobre a generosidade de algumas pessoas, a ambição e a inércia de algumas pessoas perante as injustiças que às vezes acabam se tornando banais na nossa sociedade.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Compaixão foi uma daquelas leituras que me fizeram refletir, e que me fizeram concordar diversas vezes com autor, embora eu tenha discordado algumas vezes também. Recomendo!

 4,5

Titulo: Compaixão
Autor: Fernando Moraes
Número de páginas: 120
Editora: Novo Conceito
Gênero: Autoajuda
Adicione: SkoobAdquira o livro: Submarino // AmazonSinopse: Nesta obra, Fernando Moraes nos faz pensar a compaixão dentro de um conceito totalizante, que navega pelo nosso cotidiano e não somente dentro dos contextos que a exigem. Com uma abordagem simples dentro de uma perspectiva social, ele trata com cuidado a compaixão, transitando pela cidadania, pela convivência social e pela vivência das pessoas, e, fundamentalmente, mostrando como ela nos absorve, sem muitas vezes termos consciência disso. Muito se fala nas rodas das ciências humanas sobre resiliência, alteridade, empatia, altruísmo, sentimento de compaixão, pertença, solidariedade e tantos outros conceitos, e em como buscamos reconhecer o outro, aquele diferente de nós, aquele que muitas vezes é o nosso inferno, mas que também nos faz inferno de alguém.Para Fernando Moraes a compaixão é a consciência permanente de que existe o outro. E solidariedade é o efeito natural de identificar o outro por essa consciência e dar vida a essa relação. Sendo assim, uma não existe sem a outra. Entretanto, mesmo tendo essa condição indissociável, costumeiramente tentamos estabelecer interlúdios.
Segundo o autor, quando adotamos a compaixão como exercício cotidiano, estamos na verdade dizendo aos outros: “Eu vejo vocês”.
Compaixão como convite à existência é o grande desafio aqui proposto.

You May Also Like

0 Comments